Samal instala fábrica de vassoura

Manhuaçu

por Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu

– Visando o maior aproveitamento do que as pessoas dispensam como lixo, principalmente as garrafas Pet que são jogados no leito do rio, o SAMAL instalou uma fabricar vassouras artesanais.

Com a grande quantidade de garrafas Pet amontoadas na usina de triagem, o diretor do SAMAL, Wellen Mendonça, começou a estudar a possibilidade para se instalar a fábrica de vassouras.Depois dos estudos, o próximo passo foi iniciar a montagem da oficina, adequar o local de trabalho, providenciar as ferramentas apropriadas eas pessoas dispostas a executar a fabricação.

Há quatro meses, com muita dedicação, Lucimar Moreira da Costa e Nicolas Moreira,estão atuando na fábrica de vassouras artesanais. Eles foram os responsáveis pela montagem da estrutura e o preparo das máquinas necessárias para realização das tarefas.

Atualmente, são fabricadas trezentas unidades por mês. As vassouras são distribuídas para os garis, que promovem a limpeza das ruas diariamente. Para os profissionais, a vassoura de Pet é mais prática do afeita de piaçava e, ainda,é mais resistente, com uma duração de 45à 60 dias. Avassoura feita com piaçava dura apenas entre 15e 20 dias.

ETAPAS PARA A FABRICAÇÃO

O artesão Lucimar Costa explica que há a necessidade de se cuidar do material desde a coleta. O segundo passo é limpar a garrafa cuidadosamente. Em seguida, torna-se obrigatório cortar o fundo da garrafa. A terceiraetapa consiste em colocar a garrafana maquina de filetagem, depois o material é levadoa uma manivela, onde os filetes são envolvidos em tábuas e depois serem aquecidos no forno e ganham firmeza.

O artesão explica que o outro processo fundamental é a retirada dos filetes do forno, para o mergulho na água. “Assim que os filetes têm o contato, recebe o choque térmico para endurecer e fica fácil para serem aparados. Tem um segredo para garantir a qualidade da vassoura” – relatou. Lucimar da Costaagradece ao diretor Wellen Mendonça e ao Prefeito Nailton Heringer pela oportunidade em desenvolver esse o trabalho.

Após os procedimentos, a estrutura vai para a montagem, retorna à guilhotina para ser aparada e então é encavada.Em todo esse mecanismoaplicado para a confecção da vassoura artesanal, o SAMAL tem um gasto em trono de R$ 5,00. Segundo o diretor da autarquia, a última compra de vassoura de piaçava custou ao SAMAL R$ 9,83, a unidade. Hoje, o produto, custo em média doze reais. “O custo benefício da vassoura artesanal nos anima prosseguir e incrementar as máquinas, pois é nosso pensamento futuro estarmos fabricando para atender toda a estrutura administrativa e, quem sabe, até comercializar a vassoura, que gasta em média vinte garrafas Pet para ser confeccionada” – comentou Wellen Mendonça.

Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.