Secretário de obras se reúne com moradores do bairro Bom Jardim

Manhuaçu

Por Secretaria de Comunicação Social de Manhuaçu

– Secretário municipal de Obras de Manhuaçu, Eduardo Heringer, na noite da última terça-feira, 26, esteve reunido com os moradores do Bairro Bom Jardim para encontrar a solução do problema da terra que desce dos loteamentos afetando os moradores das partes baixas do bairro.

Por anos, as famílias vivem o drama da água invadindo suas as casas, causando muito prejuízo e transtornos. No período chuvoso, os moradores não conseguem dormir tranquilos, pois os dois loteamentos que estão sendo implementados, na parte alta, acarretam uma grande quantidade de terra que provoca o assoreamento do córrego próximo e até do rio, entupindo as redes pluviais.

No encontro, os moradores demonstraram preocupação e até indignação com o desrespeito dos donos dos loteamentos com as questões ambientais e com o caos que os empreendimentos estão gerando para a população.

O problema foi denunciado pelos moradores há muito tempo, mas nenhuma providência foi tomada. Com o corte e a movimentada no terreno para abertura dos lotes, a terra tem sido carreada pela enxurrada chegando até ao córrego e entupindo a manilha de escoamento da água.

CATÁSTROFE ANUNCIADA

Preocupados com a inércia do Poder Público na solução do problema, os moradores denunciaram a situação à reportagem, no início do mês de outubro. Eles contaram o drama vivido com a cheia do córrego e mostraram a quantidade de terra compactada que havia na boca da manilha.

A moradora Cleuza de Souza diz que fica assustada toda vez que chove forte. Segundo ela, a visita do secretário Eduardo Heringer para conversar com os moradores faz renascer a esperança de que o problema será sanado. A moradora aponta o entupimento da manilha como principal causadora da inundação.

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Jardim, José Cassimiro, espera que algo de bom aconteça após a reunião. Há muito tempo, ele assiste o sofrimento de quem mora na parte baixa do bairro, com o transbordamento do córrego. “Mas, eu não estou sentindo firmeza, visto que, não foi apresentado para nós algo concreto para efetivar as ações, para a remoção da terra e a construção de uma galeria, para escoar a água” – destaca o líder comunitário.

O secretário Eduardo Heringer diz que um estudo técnico será viabilizado para resolver o problema enfrentam pelas famílias. Ele também demonstrou preocupação com a chegada da chuva e a possibilidade de novas inundações. O gestor ressalta a importância da participação dos moradores somando forças para sanar o caso.

Um entrave encontrado pela Prefeitura para a execução trata-se da questão ambiental. “Nada pode ser removido sem que o Promotor de Justiça, que zela pelo meio ambiente, dê aval favorável. Se não tiver licença, certamente o município é penalizado” – ressaltou Eduardo Heringer. O secretário de Obras garantiu que estará marcando uma audiência na Curadoria do Meio Ambiente e levará membros da comunidade para tratar do assunto.

Nos próximos dias, uma nova reunião estará acontecendo para que as informações sejam repassadas à comunidade, dentro de um propósito de que o Governo estará atento e, ainda, sendo o interlocutor junto aos responsáveis pela solução para do problema.

 

 

 

 

 

 

 

Manhuaçu Notícia

 

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *