Funcionária do Samal sofreu tentativa de assalto

De acordo com informações, uma funcionária do Samal, hoje pela manhã, foi cercada por indivíduos que ameaçaram agredi-la para que a mesma entregasse o dinheiro, quando a funcionária respondeu que não tinha, eles disseram que ela estava mentindo, pois eles sabiam que ela havia recebido.

Manhuaçu está se tornando terra de ninguém, uma onda de crimes vem acontecendo de certo tempo para cá. Pessoas são assassinadas, latrocínios, arrombamentos, tráfico de drogas.

Cidadãos de bem não tem mais tranquilidade, saem de casa para trabalhar sem saber se voltam vivos.

Depois que o exercito invadiu mo Morro Santa Marta no Rio de Janeiro, o crime aumentou consideravelmente nas cidades do interior, os bandidos estão migrando para cidades pacatas e transformando a vida da população em pesadelo.

Na década de 70, no Rio de Janeiro, o crime tomou conta dos subúrbios, nessa época surgiu um grupo de extermínio denominado “Mão Branca”, esse grupo agiam e deixavam sua marca para que soubessem que estavam agindo.

Isso só aconteceu porque já não havia justiça, o povo estava à mercê de bandidos, Manhuaçu não está muito longe disso, a justiça não funciona como deveria criminosos são apreendidos e levados para a delegacia e liberados em seguida.

Sem contar que falta policiais fazendo ronda para inibir o crime, se bem que corre boatos não confirmados, de fatos ocorridos onde o policial prendeu o meliante e o colocou no camburão, o chefão da quadrilha chegou e fez com que o soltasse.

 

 

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *