Obama pede que Câmara dos EUA apoie acordo para evitar abismo fiscal

O presidente Barack Obama solicitou à Câmara dos Representantes (equivalente à Camara dos Deputados no Brasil) que apoie um acordo já aprovado no Senado para evitar o chamado abismo fiscal dos Estados Unidos.

O abismo fiscal é o termo usado para nomear uma série aumentos de impostos e cortes de gastos que entraram em vigor ontem (31) – data em que expiraram muitos cortes de taxas herdados do governo de George W. Bush.

A Câmara dos Representantes é liderada por uma maioria republicana e se reuniria na tarde hoje (1º) para discutir o assunto. O líder dos republicanos na Câmara, John Boehner, prometeu que a Casa votará o projeto de lei ou sugerirá uma alternativa. Porém, Boehner já havia dito anteriormente que não endossava o acordo – que também deve enfrentar resistência de diversas lideranças republicanas.

O projeto de lei foi aprovado pelo Senado, controlado pelos democratas, por maioria esmagadora de 89 votos a favor e 8 contra, na manhã de hoje.

Ele aumenta os impostos para os ricos e foi desenhado após longas conversações entre o vice-presidente Joe Biden e os republicanos do Senado.

Cortes de gastos foram adiados por dois meses para que um acordo mais amplo fosse possível.

O Congresso havia perdido o prazo para aprovar a nova lei, mas os efeitos não foram sentidos ainda porque a terça-feira é um feriado público dos EUA. Sem um acordo, os impostos subiriam para virtualmente todos os americanos que trabalham.

“Embora nem democratas nem republicanos tenham conseguido tudo o que queriam, esse acordo é a coisa certa a se fazer para nosso país, e a Câmara deve aprová-lo sem demora”, disse Obama em comunicado.

Pela proposta de lei aprovada no Senado, serão estendidos os cortes de impostos para os americanos que ganham menos de US$ 400.000 por ano – acima dos US$ 250.000 inicialmente propostos pelos Democratas.

Para os mais ricos, porém, a taxa passa de 35% para 39,5% sobre os rendimentos.

 

Agência Brasil

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.