Nucleação, educação de qualidade

Manhuaçu

– Depois de ouvir as comunidades do campo, Secretaria de Educação apresenta balanço positivo em entrevista coletiva à imprensa local. Um novo tempo para a Educação de Manhuaçu. É assim que está sendo encarada a nucleação realizada em nove escolas da rede municipal, principalmente da zona rural. Para anunciar as mudanças e os benefícios desta ação, a secretária de Educação, Gelvânia Câmara Marques, convocou a imprensa na tarde desta quinta-feira (22), para entrevista coletiva e apresentar os primeiros resultados.

Acompanharam ainda a coletiva o prefeito Nailton Heringer; o presidente da Comissão de Educação da Câmara de Manhuaçu, vereador Rogério Filgueiras; vice-presidente da Câmara, Anízio Gonçalves de Souza; e os vereadores Aponísia dos Reis e Jânio Garcia Mendes. Estiveram presentes também a equipe técnica e pedagógica da Secretaria de Educação.

A NUCLEAÇÃO

Inicialmente, as mudanças geraram discussão, mobilização e preocupação às famílias da zona rural. Em três meses de trabalho incessante e adequação das equipes técnica e pedagógica da Secretaria Municipal de Educação foi possível consolidar o processo nas escolas que receberam a implantação da nucleação. “Atualmente são 16 escolas existentes no município. Dentre elas, nove foram nucleadas e aderiram ao novo sistema. Uma foi parcialmente nucleada e outras seis não sofreram alterações. O objetivo é a melhoria da estrutura, gerenciamento e também no monitoramento feito bem de perto dos indicadores da qualidade do ensino, para que a educação no município de Manhuaçu possa alcançar os níveis de excelência”, explicou a secretária de Educação Gelvânia Câmara Marques.

A nucleação das escolas municipais considera-se uma política consolidada e orientada pelo Ministério da Educação (MEC), Governo de Estado e, ainda pelo Conselho Estadual de Educação. A nucleação é prevista desde 2010, pela nova Lei de Diretrizes Básicas da Educação e somente agora foi implantada no município de Manhuaçu. Outra vantagem prevista é que as crianças poderão ter acesso à biblioteca e a inclusão digital nos novos endereços. As estruturas de reformas e aquisição de novos materiais pedagógicos estão planejadas e serão implantados gradativamente, em 2014 e 2015.

“Nesses três meses de trabalho com o processo de nucleação, os alunos tiveram rendimento significativo, professores com facilidade para trabalhar as disciplinas e seguindo rigorosamente o calendário escolar, bem como as diretrizes pedagógicas. As mudanças trouxeram questionamentos, mas, agora os pais dos alunos começam a perceber que os resultados estão sendo satisfatórios, dentro do que foi definido na fase inicial do processo de nucleação”, concluiu a secretária de Educação.

AVALIAÇÃO POSITIVA

Em seu pronunciamento, o prefeito de Manhuaçu, Nailton Heringer, avaliou como extremamente positivo o início da nucleação. “Estamos apenas no início. Todos aqueles que não haviam entendido no passado, agora sabem o que estamos fazendo. Temos relatos de profissionais, pais e alunos a respeito das mudanças e todos disseram que foi uma medida acertada da nossa parte. Os vereadores estão aqui para atestar isso, pois acompanharam todo o trabalho”, felicitou Nailton.

Para o chefe do Executivo, o medo do novo faz com que as pessoas tenham receio. “Isso gera um desconforto para qualquer pessoa. Porém, quando assumimos a Prefeitura, elencamos prioridades e dentre elas estava a Educação. Sabíamos que não poderíamos permanecer da forma que encontramos. Entendemos que o caminho para a transformação deve ser norteado pela informação e conhecimento. É desta forma que estamos trabalhando e agindo”, completou o prefeito.

O presidente do Fundeb, Fábio Belonato, que também é pai de uma estudante de escola nucleada, comemorou a nucleação na Escola Municipal 13 de maio. “Como pai de aluno posso dizer que estou muito feliz com a nucleação da escola da nossa comunidade. Depois de diálogo com todos os pais, a ação foi implantada no educandário e deixou todos muito satisfeitos. Com isso, conseguimos um professor de forma exclusiva, transporte escolar e a pré-escola, que antes não tinha no Córrego Manhuaçuzinho. Tudo isso vai gerar melhoria no ensino e segurança aos pais”.

VEREADORES REITERAM AVANÇOS NA EDUCAÇÃO

A Comissão de Educação da Câmara Municipal de Manhuaçu participou do encontro. Para o presidente, vereador Rogério Filgueiras, a forma como a Secretaria de Educação se reuniu com as comunidades que terão escolas nucleadas é a melhor maneira para se chegar ao resultado positivo. “A nucleação foi feita por etapa e reuniu pais, alunos, professores, pedagogos e nós, vereadores. Desta forma, tenho certeza de que todos sairão ganhando. Pelo o que temos visto, os pais estão satisfeitos com a nucleação das nove escolas”.

O vereador Anízio Gonçalves de Souza reiterou as palavras do companheiro de Câmara. Para Cabo Anízio, “a resposta dada pelo Governo Municipal á série de manifestações, que eram contrárias à nucleação, foi imediata e surtiu efeitos positivos. O prefeito Nailton Heringer e a secretária de Educação, Gelvânia Câmara, atenderam as reivindicações das comunidades e através das reuniões conseguiu transmitir os benefícios da nucleação em cada educandário atingido. Como professor e representante da Comissão de Educação da Câmara, vejo que depois de três meses desta implantação, as escolas nucleadas não querem mais voltar atrás. Ficaram satisfeitas e é isso que nós queremos, uma educação de qualidade no nosso município”, afirmou Anízio.

Ass. de Comunicação Prefeitura de Manhuaçu – Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *