sexta-feira, junho 14, 2024
Região

1ª Conferência de Meio Ambiente discute problema de lixo

Manhuaçu

– Aconteceu, na ultima quarta-feira, 24, a 1ª Conferência Municipal do Meio Ambiente, com tema “Manhuaçu sem Lixão”, como etapa Municipal da 4ª Conferência Nacional do Meio Ambiente, que ocorrerá em outubro, em Brasília, com o tema “Resíduos Sólidos”.

O evento trabalhou com quatro eixos: produção e consumo sustentável; redução de impactos ambientais; geração de emprego, trabalho e renda; e, educação ambiental.

A bióloga Flávia Dias, uma das organizadoras da Conferência, enfatiza a importância de se ter uma gestão adequada para os resíduos sólidos. Outro fato amplamente debatido no evento é o descarte de resíduos perigosos, que precisa de uma coleta especializada.

A Conferência contou com representantes de outros municípios, totalizando aproximadamente 130 participante. Para Vander Nacif, monitor do CAIC e conferencista, essa conferência é de extrema importância para o crescimento e melhoria do município.

Durante a conferência, os participantes foram divididos em grupos para discussão dos eixos temáticos e elaboração de propostas de ações para a cidade.

No eixo um foram propostos: implementar nos bairros lixeiras e/ou tambores separados pelo tipo de material para deposito de lixo, para facilitar o serviço dos trabalhadores do lixo e aquisição de caminhão apropriado para a coleta seletiva; implantar na zona rural o uso de energia de biomassa que através de dejetos humanos, animais e resíduos da agropecuária; investir em projetos educacionais nas escolas reutilizando papel descartado com oficinas de reaproveitamento e reciclagem na escola e na comunidade, para a geração de renda; implantação de postos para recolher óleo e gordura usados para ser encaminhada as indústrias recicladoras, com recursos voltados a sociedade; reduzir as sacolas plásticas nos supermercados e lojas.

No eixo dois: votação e implementação do Código Municipal de Meio Ambiente; elaboração e execução do Plano Municipal de Saneamento Básico, dando ênfase em educação ambiental e implantação da coleta seletiva de resíduos sólidos recicláveis; apoiar e fortalecer associação de catadores, com inclusão dos catadores de rua e criação de uma cooperativa; termino da obra da estação de tratamento de esgoto do município; definição de local para a construção do aterro sanitário, com aproveitamento de biogás; implementação do serviço de tratamento e disposição final de resíduos de serviços de saúde.

Eixo três: criar pontos de entrega voluntaria de recicláveis, equipada com prensa e balança com inclusão de catadores; a implantação da coleta seletiva no município de Manhuaçu; realizar levantamento de catadores informais e criar uma ação concreta para organizá-los e incluí-los numa iniciativa de trabalho e renda; criar incentivos fiscais a empresas fomentadoras de iniciativas de geração de trabalho e renda e inclusão social; apoiar e desenvolver o turismo rural como forma trabalho e renda.

Eixo quatro: criação de leis municipal com a finalidade de orientar as questões ambientais e regularizá-las, tendo como benefício a possibilidade do ICMS Ecológico. Criar a lei municipal de coleta seletiva, com ênfase também na responsabilidade das empresas que trabalham com propagandas em panfletos; criação de um centro de educação ambiental local; fortalecimento do Departamento Municipal de Meio Ambiente, com profissionais multidisciplinares concursados, e com trabalho em REDE; criação de trabalho de educação ambiental em rede, incluindo os seguimentos da sociedade, tais como associações de bairros, escolas, empresas, família, administração publica e grupos religiosos; envolver profissionais e estudantes em um programa de educação ambiental não formal direcionada a sociedade, por meio de mecanismos de reembolso e gratificação em parcerias com Prefeitura e instituições de ensino.

Essas ações são encaminhadas ao poder público municipal como forma de planejamento participativo buscando soluções compartilhadas para a solução dos problemas relacionados aos resíduos sólidos. Elas também serão debatidas no âmbito estadual e se eleitas nessa etapa seguiram para a Conferência Nacional.

A Conferência Estadual acontece nos dias 30 e 31 de agosto, em Belo Horizonte. Foram eleitos três delegados municipais que irão representar o município nesta etapa.

 Aletheia Menks – Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *