Devastação da Mata Amazônica

Amazônia

– Já ouviu falar da Reserva Extrativista Verde para Sempre? Localizada numa das regiões mais devastadas da Amazônia, no sul do Pará, ela sofre com extração ilegal de madeira há anos. Criada em 2004 com apoio do Greenpeace, a Resex saiu do papel depois de muito enfrentamento entre as comunidades locais e madeireiros da região.

Hoje, ela é uma das maiores unidades de conservação de uso sustentável da Amazônia, ocupando uma área de 1,3 milhão de hectares e habitada por cerca de 2,2 mil famílias. Famílias essas que lutam diariamente contra a degradação florestal e o desmatamento no local. Venha fazer parte desse time. Queremos um Brasil com Florestas.

Depois das inúmeras denúncias de roubo de madeira e extração ilegal na reserva, o Greenpeace se uniu com comunitários para denunciar as ameaças que eles vêm sofrendo e pedir ao governo federal que leve adiante a regularização fundiária da Resex.

Desde então, o ICM Bio tem aumentado a fiscalização no entorno da reserva. Resultado disso foi uma apreensão de peso na última sexta-feira: 34 mil m³ de madeira em tora que saíam da Reserva foram detidos.

Com a ajuda do Greenpeace, a reserva e os comunitários que a habitam continuarão combatendo o transporte e a extração ilegal de madeira, preservando a floresta e seus recursos que ajudam a manter a vida de mais de duas mil famílias. Seja um colaborador e ajude a manter o nosso trabalho de investigação e pesquisa no campo.

Marcio Astrini

Coordenador da Campanha da Amazônia – Manhuaçu Notícia

Greenpeace

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *