Dia “D” contra a Dengue em Vila Nova e Realeza

Manhuaçu

– O dia “D” do combate a dengue em Manhuaçu, 5 de abril, sexta-feira,

envolveu também as comunidades de Vilanova e Realeza. A Escola Municipal

de Vilanova e a Escola Estadual Dr. Eloy Werner fizeram um trabalho fantástico

com os alunos de suas respectivas escolas. Durante a semana, os professores

trabalharam o projeto contra a dengue, orientando pais e alunos a combaterem

o mosquito Aedes Aegypti.

EM VILANOVA A DENGUE ESTÁ DE VOLTA

“Em Vilanova a dengue está de volta”, este foi o grito de guerra dos

alunos da Escola Municipal de Vilanova, alertando todos os moradores da

localidade. As crianças e professores caminharam pelas principais ruas do

distrito com faixas e cartazes que eles confeccionaram na escola, ainda

entregaram folhetos educativos para os moradores.

Acompanhadas pela fanfarra da escola, aproximadamente quinhentas

crianças cantavam pelas ruas sem perder o ritmo. Segundo a diretora da

escola, Elaine Rita de Carvalho do Carmo, os professores trabalharam

durante o 1º bimestre o projeto de combate a dengue nos turnos matutino

e vespertino. Mas a escola foi além dos seus muros, palestras informativas

foram ministradas aos pais e a todos da comunidade que se interessaram.

“O lema da escola é ‘Educação pautada em valores’, por isso entendemos

que o problema da dengue é um problema social e a escola deve participar

efetivamente para a solução dele” – enfatiza a diretora do educandário.

 

BLITIZ CONTRA DENGUE NO TREVO DE REALEZA

No Distrito de Realeza, os alunos da Escola Estadual Dr. Eloy Werner,

acompanhados pela Policia Rodoviária Federal e a Policia Militar realizaram

uma blitz educativa. Os viajantes que passavam pelo trevo da localidade

recebiam uma simpática abordagem acompanhada de um folheto orientando

sobre os cuidados para se evitar a dengue. Participaram deste evento crianças

e adolescentes entre 10 e 17 anos e os alunos do 3º ano do ensino médio se

vestiram de “mosquito da dengue”.

Na parte da tarde, os alunos do turno vespertino caminharam pelas ruas

do distrito caracterizados com mascaras do mosquito transmissor e fizeram

panfletagem pelas ruas. A escola desenvolveu um projeto de conscientização

não só de seus alunos, mas também de seus pais no combate a este mal.

 

O FOCO PODE ESTAR NA SUA CASA

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, mais de 80% dos

focos de larvas dos mosquitos estão dentro das casas, principalmente nos

pratinhos de plantas. Diversas medidas tentam diminuir essa constatação, já

que o de maior infestação, em função do ciclo de chuvas, pode ainda nem ter

chegado.

A solução pode ser simples e barata, com um litro de agua sanitária

podemos combater as larvas do Aedes Aegypti. A orientação é de que nos

vasos sanitários, que não são de uso diário, seja utilizada uma colher de chá

da água sanitária; nas caixas de descargas, duas colheres de sopa; uma colher

de sopa nos ralos e uma colher de café para cada litro de água nas bromélias –

deve-se preencher o local onde a água acumula. O ideal é que a aplicação seja

feita num dia fixo da semana, para não correr o risco de esquecer.

Secretaria de Comunicação Social – Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *