Policiais Militares Participam de Palestra sobre Dengue

Manhuaçu

-Na manhã desta terça-feira, 2, aconteceu no auditório do Colégio Tiradentes da Polícia Militar um palestra de Prevenção ao combate da DENGUE. Com a presença do subcomandante, Major Sérvio, do assessor de Comunicação, Capitão Vitor, Oficiais e Praças do 11º Batalhão da PM, Capitão Machado falou sobre os índices alarmantes da doença em nosso Estado. E destacou a todos os presentes a importância de cada cidadão fazer a sua parte na prevenção. E a Polícia Militar como parceira na luta contra a DENGUE, concista a todos que colaborem. Esteve presente também na palestra a Srª Emilce Estanislau Fialho, coordenadora da Vigilância Ambiental, que enfatizou os cuidados necessários para que juntos possamos acabar com a DENGUE.

Faça sua parte:

Não deixar água limpa parada. Com a volta da chuva nos últimos dias é fundamental verificar as calhas, a laje, não acumular lixo, tampar a caixa d’água, trocar a água dos vasos de flores por areia, enfim, cuidados que não mudam, mas que precisam ser tomados.

DENGUE TEM QUE ACABAR!

É HORA DE TODO MUNDO AGIR.

A dengue é uma doença infecciosa febril transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e dura em torno de dez dias. Os sintomas são: febre, dor de cabeça, no corpo, nas articulações e por trás dos olhos, podendo afetar crianças e adultos. São quatro tipos, o mais grave é o sorotipo 4, que a cada dia cresce entre a população mineira. Com esse vírus, as pessoas que já foram infectadas podem novamente ficar doentes e desenvolver a dengue hemorrágica, que se não for tratada pode levar à morte.

Ciclo de transmissão da doença

O mosquito da dengue leva de 7 a 10 dias para passar do ovo à fase adulta. Por isso convocamos toda a população a se juntar nessa luta contra a doença que pode roubar momentos importantes do seu dia a dia e, até mesmo, roubar a vida.

Importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Então, o único modo é limpar e retirar tudo que possa acumular água e oferecer risco.

Em 90% dos casos, o foco do mosquito está nas residências.

Policia Militar – Manhuaçu Noticia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *