Saída de Bruno é manobra para Macarrão assumir crime, diz acusação

O assistente de acusação do julgamento sobre o desaparecimento e morte de Eliza Samudio, Cidnei Karpinski, afirmou nesta quarta-feira acreditar que a saída de Bruno do julgamento é uma estratégia da defesa do goleiro para que o réu Luiz Henrique Romão, o Macarrão, assuma integralmente a autoria do crime.

Acompanhe a cobertura completa do julgamento do goleiro Bruno

“Essa manobra tende a única situação: Macarrão venha a confessar e tirar a culpa do Bruno”, afirmou Karpinski. Ambos vão ser julgados por homicídio, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado de Eliza.

Questionado como chegou a essa conclusão, o advogado insinuou que ouviu a estratégia entre as sessões do julgamento. “Eu diria que é intuição. E diria um pouco mais do que isso, porque já ouvimos essa conversa”, afirmou.

A defesa de Macarrão, no entanto, negou que o réu irá assumir o crime.

 

Folha de S.Paulo

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *