Pelo menos 48 pessoas morrem em terremoto na Guatemala

 Pelo menos 48 pessoas morreram ontem (7) na Guatemala, devido ao terremoto de 7,2 graus na escala Richter que atingiu parte do país. Há ainda 23 pessoas desaparecidas. Em memória das vítimas, o presidente guatemalteco, Otto Pérez Molina, decretou três dias de luto, depois de visitar as áreas afetadas pelos tremores. “A dor é generalizada em nossos corações”, disse Molina.

O risco de novos abalos sísmicos ainda é presente nas regiões de San Marcos, Quetzaltenango, Sololá e Retalhuleu, que estão sob alerta vermelho. Cerca de 6,6 milhões de pessoas vivem nessas áreas. Pelas informações preliminares, 207 mil pessoas foram afetadas pelo terremoto. “Por enquanto, a situação está sob controle”, disse o presidente da República.

O governo colocou em ação um plano de ajuda às vítimas, dando prioridade às buscas aos 23 desaparecidos, à garantia de assistência médica e alimentos às populações afetadas, preservando o abastecimento de energia e água.

O epicentro do terremoto ocorreu a 163 quilômetros de área próxima à Cidade da Guatemala, capital do país, destruindo casas e deslocando pessoas.

*Com informações da agência pública de notícias da Guatemala, AGT

 

Agência Brasil

Postado por Marta Aguiar

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *