Obra necessária “Capela Velório”

No ano de 1999, o secretário administrativo da prefeitura municipal de Manhuaçu Geraldo D’Ângelo, era apenas um radialista, nessa época ele recebeu uma ligação onde a pessoa lhe perguntava o que fazer para que um projeto fosse executado; ele respondeu que teria que ser levado a Câmara para a aprovação dos vereadores para que posteriormente fosse encaminhado ao poder executivo.

Nessa ligação essa pessoa falava do projeto de uma Capela Velório no Cemitério Municipal, Com um salão, quarto, cozinha e banheiro, evitando os transtornos no trânsito com cortejos.

A cidade de lá para cá cresceu assustadoramente, o número de veículos se triplicaram tornando impossível os cortejos feitos por carros, a pé então! nem pensar.

Hoje ao ver que está sendo construída a Capela Velório, a pessoa idealizadora desse projeto se sente realizada mesmo que no anonimato. Talvez a população jamais tome conhecimento de que essa pessoa tinha uma visão muito além do tempo em que estava vivendo na época, mas para ela isso não importa, o que importa é saber que a população terá onde velar seus mortos, pessoas que lhes são caras, seus ente queridos com um mínimo de dignidade.

“Antes tarde do que nunca”. Disse ela

 

Marta Aguiar

 

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *