sexta-feira, maio 17, 2024
DestaqueRegião

SRS Manhuaçu realiza reunião de alerta sobre as arboviroses

A Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Manhuaçu, por meio do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, realizou na última segunda-feira (06/03), uma reunião de emergência para chamar a atenção sobre a situação epidemiológica das arboviroses dos 34 municípios de sua área de abrangência.

O alerta visa orientar os municípios em relação ao aumento de casos de dengue, além do reforço de orientações assistenciais, notificações e ações de enfrentamento. Participaram do encontro referências técnicas municipais de vigilância epidemiológica e endemias, coordenadores de atenção primária, técnicos e digitadores do Sistema de Informação de Agravos de Notificação – Sinan.

“Aproveitamos essa oportunidade para passar orientações sobre manejo clínico, fluxo e definição de casos suspeitos de dengue, zika e chikungunya e lançamento dos dados no sistema, tendo em vista que muitos municípios estão silenciosos e outros com poucas notificações lançadas”, reforçou a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da SRS Manhuaçu, Grace de Oliveira Vidal Faria.

“Percebemos um cenário favorável para a proliferação do mosquito com fatores ambientais e climáticos. Além disso há confirmação de um município em nosso território já classificado como alta incidência pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e isto acende o alerta contra as arboviroses para todo nosso território”, ressaltou Juliano Estanislau Lacerda, superintendente regional de saúde de Manhuaçu.

Lacerda destacou ainda que a SRS Manhuaçu acompanha a situação epidemiológica e realiza ações para orientar os técnicos para o enfrentamento ao Aedes, mostrando a importância da participação da comunidade nesse contexto.

Dengue, Zika e Chikungunya

A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, que também é responsável por transmitir duas graves enfermidades: a zika e a chikungunya. Para controlar a proliferação do mosquito é preciso evitar água parada, em qualquer época do ano, mantendo bem tampado tonéis, caixas e barris de água, caixas d’agua; acondicionar pneus em locais cobertos; remover galhos e folhas de calhas; não deixar água acumulada sobre a laje; encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana e fazer sempre a manutenção de piscinas.

Além disso, é importante trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais; manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo; tampar ralos; catar sacos plásticos e lixo do quintal, entre outras medidas que impeçam o acúmulo de água e de sujeiras.

Sintomas

Os principais sintomas da dengue são: febre alta; dores musculares intensas; dor ao movimentar os olhos; mal-estar; falta de apetite; dor de cabeça; manchas vermelhas no corpo. Em caso de suspeita é fundamental procurar um profissional de saúde para o correto diagnóstico.

Por Antonio Rodrigues / ASCOM – SRS MANHUAÇU

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.