segunda-feira, abril 15, 2024
DestaqueNacional

Ação da PCMG impede sequestro de gerente de banco em Três Marias

Nessa segunda-feira (24/1), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) impediu o crime de extorsão mediante sequestro que seria cometido contra o gerente de uma agência bancária, de 44 anos, em Três Marias, região Central de Minas. Três homens, de 20, 23 e 40 anos, foram presos.

 

A ação policial foi coordenada pela Delegacia Especializada Antissequestro do Departamento Estadual de Operações Especiais (DAS/Deoesp), que identificou a possível ação criminosa. Familiares e funcionários da agência foram orientados sobre os devidos cuidados que deveriam adotar, enquanto a PCMG realizava o monitoramento sobre a eventual ocorrência.

 

Para o delegado Tiago Machado, chefe de Divisão do Deoesp, o sucesso da ação policial se deve ao “intenso trabalho da Delegacia Especializada Antissequestro, no intuito de identificar diversos tipos de indivíduos que praticam crimes de extorsão mediante sequestro em todo o estado e exploram a facilidade para a obtenção de informações em cidades pequenas no interior”.

 

Ação criminosa

 

Por meio de levantamentos, policiais civis verificaram que dois indivíduos encapuzados teriam entrado na casa dos pais do gerente da agência, que moram na casa vizinha a do filho. As vítimas, dois idosos de 75 e 80 anos, reagiram à abordagem gritando por socorro, o que impediu a consumação do crime.

 

Nesse momento, a equipe da PCMG em Três Marias foi ao local do fato, ocasião em que analisou imagens de câmeras de segurança em que apareciam os dois indivíduos fugindo, bem como o veículo utilizado por eles.

 

As informações foram repassadas para as equipes do Deoesp, que estavam próximas a Capim Branco, o que possibilitou a abordagem do veículo identificado e a prisão em flagrante dos três suspeitos. Com eles, os policiais ainda encontraram uma arma de fogo, máscara e peruca, possivelmente utilizados no crime.

 

Os suspeitos foram autuados por extorsão mediante sequestro, porte ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

 

Crimes pregressos

 

De acordo com o delegado Tiago Machado, contra o preso de 23 anos já havia uma condenação por roubo, motivo pelo qual estava foragido desde novembro de 2021. Ele também é investigado por participação em outros dois sequestros, cometidos em dezembro de 2021. Já o suspeito de 20 anos, que também era investigado por outros sequestros, possui condenação por tráfico de drogas e roubo.

 

Conforme apurado, o grupo criminoso é de Belo Horizonte. As investigações continuam.

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.