Presidente não cumpre sua função e critica meio de comunicação

De acordo com informações do G1, é simplesmente vergonhoso ver um desmatamento avassalador como o que acontece no país e o presidente que deveria tomar atitudes para resolver o problema muito pelo contrário, está fazendo críticas a um meio de comunicação que divulga dados alarmantes do IBAMA.

Um presidente tem que estar preparado para todas as adversidades, saber aceitar que ele não é senhor da verdade e da razão. Precisa ter ciência que a imprensa mesmo que adversária só faz ajudar qualquer gestor a governar, até porque em um país gigantesco como o Brasil ele não tem como acompanhar tudo que acontece.

Todo o governante deveria ver a imprensa como aliados, mesmo que não comunguem das mesmas ideias partidária uma vez que a imprensa não tem partido, mas os que formam uma equipe de imprensa são seres humanos assim como ele, todos os seres humanos tem o livre árbitro e o direito as suas escolhas. É sumáriamente preciso saber separar o ser humano do profissional.

“De agosto de 2018 a julho deste ano, os alertas indicaram que 6,8 mil km² poderiam estar sob desmate. O balanço do período que se encerrou em julho de 2019 ainda não foi divulgado.

Em comparação, de agosto de 2017 a julho de 2018 os alertas sinalizaram desmate em 4,5 mil km ² e a taxa oficial ficou em 7,5 mil km² – 64,8% maior. A mesma tendência pode ser percebida nas séries anteriores (veja gráfico abaixo)”.

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.