Manhuaçu presente no 4º Encontro de Charolas e Folias de São Sebastião em Mutum

Mutum

 

-O Grupo de Folia de Reis de Manhuaçu participou do 4º Encontro de Charolas e Folias de São Sebastião, realizada recentemente em Mutum. Com o apoio da Prefeitura de Manhuaçu, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, quinze integrantes representaram a cidade neste tradicional evento, que este ano comemora o primeiro centenário. Também presentes, acompanhando a comitiva, a representante da Prefeita Cici Magalhães, Secretária de Cultura e Turismo, Gena Clara; a Presidente do Conselho do Patrimônio Cultural de Manhuaçu, Dilma Resende; Coordenador de Turismo, Udson Vicente Caldeira, e o Diretor Fabrício Santos (membro da Folia).

O evento tem a proposta de manter vivas as tradições locais, criar um ambiente de intercâmbio cultural e impulsionar o resgate de grupos de charola. Promovida pela Prefeitura de Mutum, com apoio da Secretaria de Estado de Cultura, a festa deste ano teve caráter especial: celebrar o centenário da manifestação cultural na região.

As festividades do 4º Encontro de Charolas e Folias de São Sebastião tiveram início com café da manhã, nas proximidades da Capela Nossa Senhora do Rosário, no Córrego da Ponte Alta. A capela foi erigida em 1920, com recursos arrecadados durante as peregrinações das charolas. Logo após a cerimônia de abertura, as charolas se deslocaram pelas microrregiões levando a toada, os cantos e a bandeira em devoção a São Sebastião às casas dos moradores.

Manhuaçu teve a sua participação assegurada pela Folia do Divino com a responsabilidade do Diretor de Cultura Fabrício Santos e os mestres Antônio Dias, Joaquim Sobrinho, Abílio da Silva e contramestres David Henrique e Luiz Henrique, acompanhados pelo porta-bandeira Élcio Prazeres e demais foliões, Sebastião Cabral, Divina de Souza, Raimundo Antunes, Gessi de Assis, José Carlos Bahia e Ademir Rodrigues.  

No fim do dia, cortejo e coroamento foram realizados na Praça Dona Maricas. Dali, os grupos prosseguiram em carreata até o parque de exposições da cidade, cantando as músicas que compõem o repertório tradicional das charolas. O mestre da Folia do Divino de Manhuaçu recebeu o certificado em nome de todos do grupo, na cerimônia de encerramento. A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo inicia, a partir da participação neste evento, um projeto de resgate e valorização da Folia de Reis de Manhuaçu, por meio do apoio da Prefeitura e do Conselho do Patrimônio Cultural de Manhuaçu.

A história das charolas na região de Mutum começou há 100 anos, quando uma epidemia assustou os habitantes provocando a morte de algumas crianças. Para acabar com a tragédia, um morador resolveu apelar às forças do divino. Fez uma promessa: caso ninguém mais fosse atingido pelo surto, ele organizaria uma charola em homenagem a São Sebastião. Pedido atendido, e, assim nascia a charola de São Sebastião do Córrego da Ponte Alta, em Mutum, território Caparaó.

Com o passar dos anos, o costume foi contaminando os moradores da região e passando de geração a geração. A história oral rendeu testemunhas, e, uma delas, é José Teixeira Soares. Foi seu avô, Modesto Teixeira de Siqueira, quem fez a promessa. Um século depois, José continua vivenciando a tradição iniciada pelo patriarca de sua família. Atualmente, ele é o gerente de bandeira na charola criada pelo avô. ‘Sinto um orgulho imenso por fazer parte dessa história e muito agraciado com as bênçãos que São Sebastião nos deu’.

Sec: de Comunicação Social – Prefeitura de Manhuaçu – Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.