Moradores de Bom Jesus, em Santo Amaro, aguardam término de obra em rua

Manhuaçu

obra-inacabada– Os moradores da comunidade de Bom Jesus, no Distrito de Santo Amaro, em Manhuaçu, aguardam ansiosos pelo término das obras na Rua Beatriz. Quem espera ainda mais pelo término, é uma criança que é portadora de necessidades especiais e a família dela, pois o acesso até a residência é difícil.

De acordo com a Vereadora Aponísia dos Reis, em 2014, aconteceu uma reunião envolvendo o Secretário de Obras, João Amâncio, moradores e o pai da criança, quando este solicitou ao secretário que iniciasse as obras pela parte de cima, pois a casa dele era a primeira da rua e que pelo fato do filho estar para ser contemplado com uma cadeira de rodas motorizada, a exigência do programa do SUS seria que a rua fosse pavimentada. Diante do pedido, a obra teve início com parceria entre a comunidade e a prefeitura, onde os moradores da rua é que fariam a obra e a prefeitura iria dar os materiais.

Um pequeno trecho foi feito e dois anos depois, ainda falta mais da metade da rua para concluir. “Chegamos em um trecho onde será preciso um muro de arrimo. A obra está parada desde essa época. Fiz a indicação e os moradores aguardam ansiosos pelo término da obra. É uma das maiores ruas do povoado, onde circula caminhões , ônibus e automóveis. Como Bom Jesus faz parte do Distrito de Santo Amaro preciso olhar com carinho para as reivindicações dos cidadãos locais”, desabafou a vereadora Aponísia.

Ass: de Comunicação Câmara de Manhuaçu – Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *