Manifestantes promovem quebra-quebra no bairro de Laranjeiras

– Os manifestantes que tentaram chegar ao Palácio Guanabara, sede do governo do estado, foram dispersados pela Polícia Militar com o uso de bombas de gás lacrimogêneo. Com a ação policial, no início da noite, as pessoas recuaram para as ruas internas do bairro de Laranjeiras. No caminho, os manifestantes quebraram as vidraças de duas agências bancárias, diversos pontos de ônibus e a estrutura em vidro do elevador para deficientes da Estação do Largo do Machado, do metrô.

Montes de lixo foram incendiados no meio da Rua das Laranjeiras e o fogo só foi controlado com a chegada de uma equipe do Corpo de Bombeiros. Para dispersar os manifestantes que ainda insistiam em permanecer no Largo do Machado – praça entre os bairros de Laranjeiras e do Catete -, policiais do Batalhão de Choque lançaram bombas de gás lacrimogêneo.

Por causa do vento, a fumaça das bombas se espalhou por boa parte do bairro atingindo moradores e pessoas que passavam pelo local. O gás causou forte ardência nos olhos e irritação na garganta.

Uma parte dos manifestantes se deslocou até a 9ª Delegacia de Polícia, no Catete, mas no local foi informada de que as pessoas detidas nos protestos não estavam lá, pois foram levadas para outras delegacias, na zona norte.

A Secretaria de Estado de Segurança informou em nota que 27 pessoas haviam sido levadas para delegacias, até as 17h, durante as manifestações realizadas no centro. “Destas, uma foi presa por porte de arma, 15 foram autuadas e liberadas, entre elas um homem com três passagens pela polícia. Entre as autuações estão os crimes de lesão corporal, desacato, resistência e posse de material de explosivo. Com os detidos, foram apreendidos um estilingue, um spray de gás lacrimogêneo, pedras, canivete, bolas de gude, bombas artesanais e toucas”, informou a nota.

A Polícia Militar, por sua vez, informou que durante a manifestação no bairro de Laranjeiras foram detidas 50 pessoas. Com essas detenções, foram presas na capital fluminense 77 pessoas nas manifestações no Dia da Independência.

 

 

 

 

 

 

 

 

Agência Brasil – Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *