Governo de Manhuaçu corrige injustiça com servidores

Manhuaçu

– SAMAL passa a pagar insalubridade aos servidores . Uma injustiça cometida com os servidores do SAMAL – Serviço

Autônomo Municipal de Limpeza Urbana – foi corrigida a partir do mês de maio.

A autarquia passou a pagar o adicional de insalubridade, benefício que apenas

os servidores que atuam na triagem do lixo recebiam. O diretor do SAMAL, Wellen Lima de Mendonça, identificou o problema em uma reunião junto aos servidores que alegaram nunca ter recebido o beneficio.

A partir disso, as providencias jurídicas foram tomadas e o Prefeito

Nailton Heringer se empenhou para que esse equívoco fosse corrigido o quanto antes. Portanto, a partir desse mês todos os servidores do SAMAL que em contato com lixo passaram a receber o adicional de insalubridade, que corresponde a 40% do salário.

Desde o ano passado, havia um estudo sobre a demanda e o grau de insalubridade a ser pago para cada setor do SAMAL, mas Administração anterior ignorou o estudo. “Essa é, com certeza, uma vitória para os nossos servidores. Eu informei o prefeito da situação e nos dois nos empenhamos diretamente para corrigir essa injustiça” – destacou Wellen Mendonça.

Para o Prefeito Nailton Heringer, essa correção mostra que o Governo municipal está disposto a corrigir injustiça para que os servidores tenham melhores condições de trabalho, pois isto será refletido no próprio município.

Outra deficiência da autarquia é uma frota inadequada. Alguns caminhões do SAMAL pertencem à Secretaria Municipal de Obras e foram recolocados junto à frota da autarquia, mas ainda sim, carece de aquisição de outros caminhões, visando melhorar o atendimento a população. Essa situação já foi tratada em reunião com o diretor do BNDES, Guilherme Lacerda, para viabilizar recursos para compra de caminhões adequados, melhorando assim a frota da entidade e consequentemente o trabalho de coleta do lixo.

O próximo passo do diretor Wellen Mendonça, é melhorar o salário dos fiscais do SAMAL. Ele solicitou da Administração e do setor jurídico uma análise sobre a viabilidade desse aumento.

Aletheia Menks Manhuaçu Notícia

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *