Hospital Regional de Juiz de Fora recebe R$ 63,7 milhões para conclusão das obras

A nova unidade hospitalar do município, que está 60% concluída, deve contemplar cerca de 1,6 milhão de mineiros de 94 municípios da Zona da Mata

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, e o prefeito de Juiz de Fora, Custódio Mattos, firmaram o maior convênio da história do município. Aporte de R$ 63,7 milhões será destinado à conclusão do Hospital Regional de Urgência e Emergência, que deve ser entregue à população num prazo de oito a dez meses. Atualmente, 60% das obras estão concluídas.

Na próxima semana, R$ 38 milhões serão liberados. Ao todo, serão investidos no hospital cerca de R$ 120 milhões. A nova unidade deve contemplar cerca de 1,6 milhão de mineiros de 94 municípios da Zona da Mata.

O hospital regional contará com quatro blocos, divididos em pavimentos, que vão abrigar os diversos serviços e 240 leitos. A unidade hospitalar vai contar com serviços de traumatologia, urgência e emergência clínica e cirúrgica, exames por imagens e gráficos, centro cirúrgico, central de esterilização de material, internação intensiva, semi-intensiva e geral.

Os recursos do novo convênio também serão aplicados na construção da sede regional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no mesmo terreno do hospital, que contará com cerca de 700 funcionários e equipamentos para o atendimento aos municípios.

O Samu será equipado com heliponto, já que o hospital contará, em 2014, com dois helicópteros, um baseado em Juiz de Fora e outro na capital, para suporte aos deslocamentos interhospitais.

“Fico muito feliz com os avanços de Juiz de Fora nos últimos três anos. Foram diversas obras de saúde pública entregues à população, entre elas duas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e três Unidades de Pronto Atendimento (UPA). O recurso para o hospital é um marco, um legado que ficará na história da cidade e que vai mudar a realidade de mais de 1,6 milhão de mineiros. O que fazemos hoje na saúde em Minas é um modelo para país”, disse o secretário Antonio Jorge.

“Será entregue uma obra singular para a cidade e para os pouco mais de 90 municípios que vão contar com um hospital capacitado para atender traumas e urgência e emergência em geral. O hospital é também o primeiro do Estado e um dos primeiros do país estruturado com base em conceitos de sustentabilidade e todo o seu projeto foi concebido atendendo aos padrões internacionais de redução de impactos ao meio ambiente”, destacou Custódio Mattos.

Reforço na atenção primária

Após a assinatura do convênio, o secretário inaugurou a nova UBS Nossa Senhora Aparecida, no bairro Nossa Senhora Aparecida. O Estado destinou R$ 420 mil para construção e compra de equipamentos para a UBS, que está apta a abrigar três equipes de Saúde da Família. O prédio foi erguido em dois pavimentos, em área de 700 metros quadrados e conta com 12 consultórios, além de salas de atendimentos de urgência e emergência, vacinas e exames.

Antônio Jorge também visitou o novo Departamento de Saúde da Criança e Adolescente (DSCA) do município, que funcionará a partir da próxima segunda-feira (17) em três segmentos: administração e imunização, banco de leite e Prev e serviço de atenção à saúde do adolescente. Dividido em três andares, o departamento tem 25 consultórios, ente outras salas.

 

Agência Minas

manhuacunoticia.com.br

 

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *