Manhuaçuense morre em acidente em Serra

Um motorista carreteiro de 39 anos provocou um acidente que resultou na morte de uma pessoa, na noite de sábado (01), em Cidade Continental, Serra (ES). Fábio da Silva Mileno, 39 anos, que é de Manhuaçu, morreu no acidente.

O teste do bafômetro, realizado por militares do Batalhão de Trânsito, mostrou que Gilcimar Barboza Carvalho, o motorista estava embriagado. O bafômetro acusou 1,29 mg/l de álcool no sangue do motorista.

Gilcimar foi preso em flagrante e autuado por homicídio com dolo eventual. Fábio da Silva Mileno, 39, que estava no carro de Gilcimar, morreu no local. A ocorrência policial não detalha se a vítima estava no carona do veículo, nem se viajava sem o cinto de segurança.

O acidente aconteceu às 23h50, deste domingo, 02, Gilcimar conduzia um Fiat Uno no sentido Novo Horizonte – Carapebus, quando o veículo bateu de frente contra um Chevrolet Prisma, que vinha na direção contrária, de Bicanga – Novo Horizonte.

A motorista do Prisma – placas MRJ 9411 -, a vendedora Mariana Moraes da Silva, 20, disse, em depoimento no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) da Serra, que foi surpreendida pelo condutor do Uno, que invadiu a contramão.

A condutora do Prisma ressaltou que ainda piscou o farol para o outro motorista a fim de alertá-lo sobre a invasão da pista. Vendo que o aviso foi em vão, ela puxou a direção do carro para a outra pista, mas foi atingida pelo carreteiro, que fez a mesma manobra.

A vendedora também foi submetida ao teste do bafômetro, que deu negativo para a ingestão de bebida alcoólica. Uma equipe de policiais militares do Batalhão de Trânsito, no Posto de Manguinhos, acionaram a perícia da Polícia Civil para também ir ao local.

Com a batida, a condutora do Prisma machucou o pé e o peito.

Gilcimar Barboza Carvalho contou, em depoimento à polícia, que havia bebido vodca no bairro Novo Horizonte antes do acidente, mas não detalhou a quantidade. Embora ele tenha confessado a ingestão de bebida alcoólica, o condutor do Uno garantiu não se lembrar o que teria provocado o acidente, afirmando, ainda, que não invadiu a contramão.

Testemunhas disseram à polícia, ainda no local da batida, que pouco antes do acidente, que resultou na morte de Fábio da Silva Mileno, Gilcimar quase havia provocado outra colisão.

No despacho da prisão em flagrante do motorista, o delegado de plantão no DPJ da Serra, Vinícius Oliveira Gomes Lima, declarara que, por ter ingerido bebida alcoólica e invadido a contramão, Gilcimar assumiu o risco pela morte do passageiro.

Até às 12 horas de ontem, o corpo de Fábio ainda não havia sido liberado do Departamento Médico Legal (DML).

 

Deborah Hemerly – A Gazeta – Foto: Nestor Muller

manhuacunoticia.com.br

Marta Aguiar

Eu, Marta Rodrigues de Aguiar nasci em: 27/08/1958, sou funcionária pública, fui a primeira presidente do Conselho de Turismo, sou escritora e acadêmica da (ACLA), Academia de Ciências Letras e Artes de Manhuaçu-MG, Possuo cursos de Organização de Eventos, Secretariado Executivo, Informática, Designer Gráfico, (CorelDraw e PhotoShop), Cursando mais uma vez Designer Gráfico na Prepara com mais duas especializações. (CorewDraw, PhotoShop, PageMaker e InDesigner). Sou Repórter e Fotógrafo, trabalhei com Devair Guimarães no Jornal das Montanhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.