quinta-feira, maio 16, 2024
Nacional

A galeria de arte do BDMG Cultural receberá uma exposição

A galeria de arte do BDMG Cultural receberá uma exposição que, ineditamente, acontece há dez anos na carreira da artista plástica Sylvia Amélia. Os trabalhos apresentados sintetizam um longo período de produção e demonstram a relação da artista com as técnicas de recorte, fotografia e literatura. Selecionada pelo programa Mostras BDMG, a expositora apresentará seus Inéditos e Guardados de 31 de maio a 24 de junho.

O público poderá conferir uma exposição atual, cuja produção aconteceu entre 2002 e 2012. Os trabalhos retratam a aceleração do corpo e da cidade, com destaque para o tempo urbano que dificulta os momentos de pausa para reflexão. Sylvia Amélia propõe, por meio de suas obras, uma suspensão, um convite à desaceleração dessa rotina ininterrupta.

Algumas das fotografias que serão expostas mostram intervenções em Belo Horizonte e nas ruas históricas de Ouro Preto. Os registros destes trabalhos, em Inéditos e Guardados, tornaram-se obras que trazem para a exposição momentos em que a artista inseriu um deslocamento do comum, uma desaceleração no cenário urbano.

Em algumas obras, a artista, utiliza o vinil adesivo, material frequentemente encontrado na publicidade e comunicação visual. A partir desta matéria-prima, Sylvia construiu imagens poéticas que são perceptíveis por meio de um olhar mais atento e cuidadoso. Estarão expostas, também, mapas, diagramas e paisagens, além de um calendário em cortiça que instiga um diálogo com esse tempo urbano.

Conheça a artista

Sylvia Amélia é mestre em tecnologia da imagem, pela Escola de Belas Artes (UFMG), graduada em educação artística, pela Escola Guignard (UEMG) e professora de história da arte e tecnologia na Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia. Dentre as suas exposições mais significativas estão a individual Cartografia do Chão, no Palácio das Artes e o 29º Salão nacional de Arte de Belo Horizonte (Bolsa Pampulha 2007/2008). Há dez anos a artista experimenta materiais industriais, como plástico, vinil, cortiça e borracha. Seus trabalhos incluem recortes, colagens e fotografias, além da articulação entre texto, imagem, história e contexto.

Agência Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *