quinta-feira, 13 de dezembro de 2018
Manhuaçu Notícia – Notícias e informação de Manhuaçu e Região

Samal dando posse para os concursados em pleno ano eleitoral

Marta Aguiar 7 de agosto de 2014 Editorial

Manhuaçu

– Desde 01/08/14, o diretor do Samal Wellem Mendonça vem dando posse e continuará até dia 15/08, mesmo em pleno ano eleitoral.

Eles podem fazer isto? Podem, apesar de que isso nunca ocorreu em Manhuaçu; podem. Agora, isto poderá influir na decisão de voto do eleitor para as próximas eleições, disso não resta a menor dúvida. Mas se de um lado isso será favorável, de outro lado será prejudicial.

É justo quem passou no concurso tomar posse, mas é justo com contratados há mais de 05 anos serem demitidos porque não sabem ler e escrever e não conseguiram passar no concurso? Pessoas estas que já estão há muitos anos no Samal e quase se aposentando, que não conseguirão outro trabalho por causa da idade? Ganharão os votos dos que foram empossados e seus familiares, mas perderão os votos dos que foram demitidos e suas respectivas famílias.

Por um lado, ótimo, por outro lado é desvantajoso, sabem porquê? Se já não gostam do prefeito, imaginem se irão votar no candidato dele. Um prefeito inteligente manteria o que sempre foi usual em outras gestões que já se tornou um hábito e que tem trazido resultado positivo que é garantir os votos para si e para os seus aliados, deputados que a gestão apoiará na esfera estadual e federal.

Um prefeito eleito verdadeiramente eleito pelo povo, ele governa para o povo, houve os líderes comunitários, seus secretários, faz um balanço e decide pelo o que é melhor para o Município. Até hoje é inexplicável como este prefeito conseguiu ser eleito. Mas já que conseguiu deveria mostrar que é muito melhor que todos os que já passaram pela prefeitura de Manhuaçu.

Ele é o prefeito com maior rejeição na história de Manhuaçu, superando o pior prefeito que foi Geraldo Perígolo, que deixou os funcionários 06 meses sem pagamento. Mas Geraldo Perígulo apesar disso tudo tinha carisma. Inexperientes, prefeito e secretários deu no que deu, mas nunca foi tão odiado como o prefeito atual.

Todo gestor público deveria ter o povo como seu Advogado para defende-lo, não como promotor para acusa-lo, jurado para julgá-lo e juiz para condená-lo. Um gestor amado por seu povo sim, consegue ter o poder nas mãos. Porque este mesmo povo se levanta em sua defesa.

Já vivemos isto na época de Fernando Maurílio Lopes, quando o povo em caravana foi para Reduto em solidariedade ao prefeito. Também já vivemos o contrário na esfera federal que todos se lembram, quando o povo brasileiro pintou o rosto e foi para as ruas pedir o intimam de Fernando Collor de Mello.

Resta saber se o nosso prefeito prefere ser como Fernando Maurílio Lopes e ter o povo do seu lado, ou como Fernando Collor de Mello e ser odiado por seu povo.

Marta Aguiar – Manhuaçu Notícia

Gostou? Então compartilhe!

Deixe um comentário